fbpx

Marcas abordam tabus e questões relacionadas à menstruação

julho 06, 2021

Marcas abordam tabus e questões relacionadas à menstruação

Neste 28 de maio é celebrado o Dia Internacional da Menstruação. A data é utilizada como uma forma de chamar a atenção para os tabus que cercam o tema e, também, alertar para a falta de acesso de muitas mulheres e garotas a absorventes e itens básicos de higiene, o que passou a ser denominado pobreza menstrual.

Duas marcas aproveitaram a data para reforçar a importância de uma discussão mais ampla em torno da menstruação e do empoderamento feminino, além de apresentar suas ações para ajudar a combater a falta de acesso a produtos.

A Pantys, marca de calcinhas absorventes, organizou um protesto digital para esta sexta-feira, 28, que contará com a participação de diversas personalidades que irão ajudar a promover uma conscientização sobre a questão da pobreza menstrual. Além disso, a empresa estampou um anúncio de página inteira na edição impressa da Folha de S.Paulo nesta sexta-feira, que apresenta um absorvente, com sangue, e um texto que explica que aquela folha de jornal pode ser usada por alguma mulher ou menina que não tem acesso a produtos adequados de higiene durante seu ciclo menstrual.

Ao longo do dia, personalidades como Angélica, Fernanda Sousa, Gabriela Prioli, Rachel Maia e outras mulheres farão postagens sobre o assunto, com o uso da hashtag #PantysProtest. A marca, recentemente, anunciou a adoção da etiqueta de carbono neutro em suas peças, pela compensação as emissões de carbono feitas durante a fabricação das calcinhas absorventes.

Pulseira símbolo

Intimus distribuirá pulseiras para representar o fluxo menstrual (Crédito: Divulgação)

A Intimus, marca de absorventes da Kimberly-Clark, vem promovendo ao longo dos últimos anos uma série de ações que visam ajudar a quebrar os tabus em torno da menstruação e incentivar as pessoas a tratar do assunto de forma natural.

Para celebrar o Dia Internacional da Menstruação, a empresa utilizará uma pulseira para simbolizar a abordagem do assunto. A peça foi criada pela ong alemã Wash United, que propôs a meta de, até 2030, fazer com que todas as mulheres do mundo tenham condições dignas durante o período menstrual e não seja impedidas de realizar qualquer atividade. As pulseiras são compostas por 28 bolinhas, que representam cada dia do ciclo menstrual – cinco dessas bolas são pintadas de vermelho, para simbolizar os dias de fluxo.

A Intimus irá reforçar o conceito #EuSouUmNovoCiclo, lançado neste ano com a proposta de ampliar os debates em torno da menstruação e questionar os estigmas. A marca tem parceria com a Plan International, ong que trabalha pelos direitos das crianças na região da América Latina.

Fonte: Meio & Mensagem


LEAVE A COMMENT

Precisa de ajuda?
%d blogueiros gostam disto: